Escola de Aprendizes do Evangelho

O QUE É A ESCOLHA DE APRENDIZES DO EVANGELHO

É um programa organizado para proporcionar a vivência do cristianismo como proposta essencial de aperfeiçoamento moral da humanidade por meio da Reforma Íntima do ser. Busca a renovação do homem em seus sentimentos, pensamentos e atitudes, proporcionando-lhe experiências de verdadeiro autoconhecimento e despertamento de seus ideais divinos.

Não se trata de um curso como habitualmente se entende a partir da palavra “escola”, mas sim de um processo de Iniciação Espiritual baseado no Evangelho de Jesus, entendido como a forma mais pura de vivenciar a proposta religiosa do espiritismo para o Bem da humanidade.

 

Quais são suas finalidades

As Escolas de Aprendizes do Evangelho preparam e purificam os Espíritos para o ingresso em vidas mais perfeitas, na comunhão de todos os dias com Deus, despertando a consciência interna para que vibre em sintonia com os planos espirituais mais elevados.

Não é um curso comum de preparação teórica, mas a oportunidade que o aprendiz tem para adestrar suas forças, sem temor e represálias, terçar armas contra si mesmo, isto é, contra todas as suas imperfeições: maus pensamentos, más palavras e más ações, e provar a si próprio que está combatendo por decisão própria sem engôdos ou forçamentos, visando seu próprio engrandecimento espiritual.

A síntese dos ensinamentos dados na Escola de Aprendizes do Evangelho, corresponde às seguintes metas principais:

  • A conquista da redenção espiritual pela vivência consciente do Evangelho de Jesus.
  • O conhecimento da existência da mônada – partícula divina original-, núcleo espiritual do ser humano a exteriorizar-se permanentemente na autopurificação individual.
  • O meio mais simples de incorporar estas verdades maiores é o conhecimento de si mesmo e da existência de Deus em nós, na forma dessa luz interna, independente do arcabouço físico formador da personalidade exterior, mundana, transitória.
  • A consciência dessa nossa existência em Deus, como reflexo luminoso e vivo que d’Ele somos, conquanto o ignoremos, é uma imensa força evolutiva, que nos dá segurança e nos impulsiona decididamente para as realizações construtivas do Espírito, hoje e no futuro próximo.
  • Os nosso pensamentos, palavras e atos são percebidos por essa presença divina e imanente e registrados pela etérea, que assegura a atualização perfeita e assídua dos arquivos da eternidade. Jesus dizia: “Não sou em quem falo, mas o Pai que está em mim”. Com essa frase, expressava uma verdade eterna e universal, dentro da qual vivemos, no mais das vezes inconscientemente,
  • Essa conscientização de Deus em nós, por si só fará do aprendiz um verdadeiro discípulo no momento mesmo em que ela se efetivar no seu mundo interno; e se essa conscientização for sincera e profunda, integrará logo o discípulo na eternidade do seu destino sem possibilidade de retrocesso. Tal é o poder que possui a partícula divina de desencadear em si mesma sentimentos do Bem e do Amor universal que nela existem em potencial desde sua criação na mente divina!
(Falando ao Coração, Edgard Amond)